O Fundo de Investimento CJE – Um Case de Sucesso​

Introdução

​Em 2013, junto ao primeiro cliente da CJE, o professor Paulo Tenani – PhD. pela Columbia University e atual professor do Mestrado Profissional da FGV – surgiu a ideia da criação de um clube de investimentos com propósito educacional.

Ao longo da trajetória do Clube de Investimentos CJE-FF, houve a entrada de novos parceiros e estabelecimento de três frentes principais do projeto: construção e rebalanceamento anual do portfólio; estruturação de um time responsável por decisões de asset allocation e pelo equity research; administração do portfólio e acompanhamento semanal da performance.

No ano de 2017, o CJE-FF já apresenta um retorno acumulado acima de 50% e desde a sua criação o Clube de Investimentos vem com uma performance superior a 90%.

Construção e Rebalanceamento do portfólio

Todo ano acontece a reconstrução do portfólio do Clube de Investimentos CJE-FF conduzido pelos consultores da empresa, que através do auxílio de professores da área de Finanças, acabam trazendo inovações teóricas e sugestões para a melhoria do projeto. Com um intuito educacional, os alunos colocam em prática matérias da faculdade como Econometria e Álgebra Linear, e tem contato com assuntos de Finanças.

Administração do portfólio e acompanhamento da performance

Após a reconstrução do portfólio, a carteira montada é administrada pelos consultores da CJE, que apresentam a performance acumulada para os clientes através de reuniões semanais.

Equity Research

Dentro do projeto do Clube de Investimentos CJE-FF, há a parte responsável pela análise das empresas que compõem a carteira do portfólio. Os consultores, através de assuntos aprendidos dentro da consultoria como: Contabilidade, Finanças Corporativa e Valuation, fazem apresentações sobre empresas que compõem o portfólio e sugerem a sua compra ou venda, sendo o passo decidido nas reuniões semanais através de votação.

Asset Allocation

A outra frente do projeto é o Asset Allocation, que através de análises sobre o cenário econômico, externo e político, os consultores tomam decisões de alocação em renda fixa ou em renda variável via votação.

MAIS CASES